O que é a reserva de emergência e por que ela é importante

Perda de emprego, redução inesperada de salário, problema de saúde na família, manutenção urgente no carro e reparo de algum problema em casa.

Todas essas situações têm algo em comum: a necessidade imediata de uma reserva de dinheiro para resolver ou amenizar o problema.

Você sabe qual a importância dessa reserva e como criá-la? Neste artigo, vamos te mostrar como planejar e dar passos rumo à segurança financeira, uma das primeiras etapas para adentrar o mundo dos investimentos.

O que é a reserva de emergência?

A reserva de emergência é um dinheiro essencial para a segurança financeira. Ela é uma quantia que o investidor junta por um período e mantém reservado para quando houver alguma urgência ao longo da vida.

A reserva é ideal para momentos de imprevistos que demandam recursos financeiros. Ou seja, ela é uma necessidade de toda a população. Todos nós sabemos que em algum momento da vida teremos um imprevisto ou algo emergencial, a incerteza é sobre quando isso vai ocorrer.

Nesses momentos, é ideal ter um dinheiro disponível para que você não tenha que criar dívidas excessivas e não precise resgatar seus investimentos.

Cabe lembrar que a reserva não é uma alternativa para aquisições “supérfluas”. A compra de uma casa, carro, viagem ou diversas outras coisas não emergenciais demandam um planejamento à parte e a reserva de emergência não deveria ser utilizada para isso.

Origem do cadastro:
*|HTML:ORIGEMERROR|*
Quer estar atualizado sobre o mundo dos investimentos antes de todo mundo? Faça parte da nossa comunidade!
*|HTML:EMAILERROR|*

A importância da reserva de emergência

O ano de 2020 tem provado para muita gente qual a importância de uma reserva de emergência. A crise econômica causada pela COVID-19 criou uma imensa onda de desemprego e dificuldades financeiras.

Devido a estes desafios, quem tinha uma reserva conseguiu lidar melhor com as dificuldades do período, enquanto aquelas pessoas que não tinham reserva alguma vêm enfrentando dívidas ou mudanças radicais no estilo de vida.

A reserva de emergência é fundamental para a segurança e independência financeira do investidor. Como o resgate é efetivado de maneira simplificada, não há nenhuma surpresa negativa para o investidor.

Por isso, independente do seu perfil de investidor, é indispensável a criação de uma reserva de emergência. Além disso, é importante ter em mente que a reserva deve ser o seu primeiro dinheiro investido.

A partir do momento que considerar o montante ideal para suas necessidades imprevistas, pode começar a poupar para novos objetivos.

Investimentos mais adequados para a reserva de emergência

Para ter um resgate fácil no momento da necessidade, a reserva de emergência deve ser composta por um investimento de liquidez diária.

A renda fixa tem grande destaque devido à segurança e à alta liquidez. É válido ressaltar que a reserva não tem como objetivo principal obter os retornos mais altos, mas claro que é sempre bom verificar, entre as opções de liquidez, aquela com melhor relação risco vs. retorno.

Por isso, é recomendável o uso de um CDB ou um fundo de investimento de renda fixa, por exemplo, ambos com liquidez diária. Qualquer outro produto em renda fixa pós fixado também é muito bem-vindo nessa composição.

Origem do cadastro:
*|HTML:ORIGEMERROR|*
Quer estar atualizado sobre o mundo dos investimentos antes de todo mundo? Faça parte da nossa comunidade!
*|HTML:EMAILERROR|*

Quantia a ser reservada

O valor dos recursos direcionados para a reserva é fonte de dúvida para diversos investidores.

Embora seja algo relativo ao estilo de vida de cada um, é possível estimar uma boa reserva de emergência com o cálculo dos gastos fixos mensais por um período de seis meses a um ano.

Ou seja, se os seus gastos mensais estão por volta de R$ 3.000,00, por exemplo, é interessante ter como reserva de emergência um valor entre R$ 18.000,00 e R$ 36.000,00.

É imprescindível que o investidor seja honesto consigo mesmo no momento de decidir o valor da reserva de emergência. Portanto, deve-se considerar todos os gastos e ter controle do próprio custo de vida.

Conclusão

A reserva de emergência é o principal investimento para obter a segurança financeira desejada por todos.

Planejar seu orçamento e disponibilizar uma parte para sua reserva de emergência é primordial para enfrentar momentos desafiadores e se manter seguro em situações de instabilidade.

Estar preparado economicamente para imprevistos é uma característica de menos da metade da população brasileira. Vamos mudar esse cenário juntos?

Se tiver alguma dúvida sobre o assunto ou precisar de ajuda na escolha de investimentos, nos envie um comentário que entraremos em contato para te ajudar.

Conte com o Poupador Inteligente para aprimorar seus conhecimentos sobre o mundo dos investimentos!

Compartilhe este conteúdo com seus amigos e não esqueça de se inscrever na nossa Newsletter para receber novos assuntos em primeira mão.

Origem do cadastro:
*|HTML:ORIGEMERROR|*
Quer estar atualizado sobre o mundo dos investimentos antes de todo mundo? Faça parte da nossa comunidade!
*|HTML:EMAILERROR|*
Rafael Corrêa
Giovanna Oliveira
Publicado em Novembro de 2020
Ficou com alguma dúvida quanto ao conteúdo ou gostaria de fazer algum comentário? Sinta-se livre para deixa-lo(a) abaixo!

Continue lendo

Se gostou desse conteúdo, com certeza também gostará destes:

Maio, 2020 Boas práticas de investimentos contra crises

Apesar de imprevisíveis, existem práticas de investimento que amparam nossos investimentos em qualquer dificuldade.

Maio, 2020 Como funciona a poupança e porquê não vale a pena

A poupança é o investimento favorito dos brasileiros. Porém, se a conhecem de verdade, ela jamais seria a principal escolha.

Maio, 2020 Rentabilidade real: o efeito do tempo nos investimentos

Entenda como o tempo afeta seus resultados e aprimore seu planejamento de longo prazo.

Maio, 2020 Boas práticas de investimentos contra crises

Apesar de imprevisíveis, existem práticas de investimento que amparam nossos investimentos em qualquer dificuldade.

Maio, 2020 Como funciona a poupança e porquê não vale a pena

A poupança é o investimento favorito dos brasileiros. Porém, se a conhecem de verdade, ela jamais seria a principal escolha.

Maio, 2020 Rentabilidade real: o efeito do tempo nos investimentos

Entenda como o tempo afeta seus resultados e aprimore seu planejamento de longo prazo.